Uma reflexão sobre as características prioritárias ao definir os acasalamentos

Por em 14 de janeiro de 2013

No planejamento dos acasalamentos para a nova estação de monta, enfrentamos novas implicações. Em bovinos de corte, há algumas características diretamente relacionadas à eficiência produtiva: tamanho adulto, precocidade, habilidade materna (que não é o mesmo que “produção de leite”, característica com contornos diversos ao que se espera do gado de corte). Dependendo da característica de eficiência produtiva que se deseja melhorar, existe uma combinação ótima do peso à maturidade e da taxa de maturação. Assim, tanto o peso à maturidade quanto a taxa de maturação devem ser considerados nos programas de melhoramento genético com o objetivo de aumentar a eficiência produtiva das vacas (Barbosa et al., 2002). A precocidade (nunca é demais repetir) deve ser entendida como o tempo requerido por um animal, sob um dado ambiente, para se tornar adulto: alcançar a puberdade e acabamento para o abate. Ela é importante aliada na lucratividade por diminuir o ciclo de produção. É mais difícil alterar a precocidade do que outras características de crescimento, especialmente quando nessa seleção se deseja manter o tamanho à idade adulta. Se tivermos como meta a precocidade, devem ser selecionados os animais que apresentarem boa curva de crescimento e atingirem a puberdade muito jovem. Esses bovinos – com capacidade para alcançar o seu tamanho adulto mais cedo – não alcançam os maiores tamanhos, já que possuem caracteres sexuais secundários bem definidos e o crescimento dos seus ossos longos cessa logo após a puberdade. A habilidade materna (que, como dizíamos acima, não deve ser confundido com capacidade leiteira) é importante pela capacidade que tem a vaca nelore de produzir bastante leite em pequenas quantidades distribuídas durante as 24h do dia, proporcionando bom peso a desmama do bezerro. Para que não haja aumento do peso adulto, correlacionado com a seleção da habilidade materna, é bom monitorar a relação dos pesos a desmama do bezerro com o peso da vaca/mãe procurando estabelecer a relação ótima entre ambos. A eficiência reprodutiva é a característica mais importante em qualquer sistema de produção de bovinos de corte. Por outro lado, as estimativas de herdabilidade das características de fertilidade são pequenas, significando que o progresso genético é lento. A eficiência reprodutiva está diretamente relacionada com a fertilidade dos touros e das fêmeas. A seleção para fertilidade dos reprodutores deverá ser beneficiada pelo maior conhecimento entre as relações nos zebuínos/nelore do formato e volume testicular bem como pelo desenvolvimento de novas tecnologias como a ultrassonografia testicular, tornando mais efetiva o conhecimento da capacidade reprodutiva dos touros sem o aumento indiscriminado e nocivo do Perímetro Escrotal. Há outras características, não menos importantes, que devem ser consideradas na seleção; p. ex., a adaptabilidade às condições de produção. O indicador mais sensível da adaptabilidade é a eficiência reprodutiva. No Brasil os bovinos de corte são criados para produzir em áreas tropicais e subtropicais. O desempenho nessas áreas é tão importante como qualquer outro critério de seleção que leva em conta as características anatômicas, de conformação ou de crescimento (o aumento em desempenho é mais importante do que o aumento em tamanho). O produtor de genética deve estar atento para mais um desafio na definição dos critérios de seleção: a variedade de sistemas de produção existentes no Brasil. Outras características que não devem ser relegadas são: saúde, anormalidades genéticas, facilidade de parto, tamanho do umbigo (nas fêmeas) e do prepúcio (nos machos), pigmentação da pele, qualidade da pelagem e aprumos. Assim, iniciamos um novo ano, com a motivação de fazer da genética um insumo para o produtor alcançar uma maior margem de lucro na sua nobre labuta de contribuir para o desenvolvimento da pecuária do Brasil e diminuir a fome no mundo.

4 Comments

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.