Genômica – um tema atual

Por em 27 de janeiro de 2014

Empresas ligadas à saúde animal deram a partida na comercialização de serviços de identificação dos marcadores moleculares para algumas das características que eram selecionadas pelos programas de melhoramento genético. Inicialmente com uma acurácia muito baixa restrita aos rebanhos em que foram validados, eram painéis que armazenavam poucas centenas de marcadores. Hoje algumas dessas empresas já disponibilizam painéis de 20 mil SNPs e atualmente já existe os chips que armazenam 770.000 SNPs.

Entende-se por marcadores moleculares toda e qualquer característica herdável presente no DNA e que diferencia dois ou mais indivíduos. Estas marcas são alterações na seqüência de nucleotídeos na molécula de DNA, denominadas de polimorfismos. As principais vantagens dos marcadores moleculares é o grande polimorfismo, o fato de não sofrerem influências do meio ambiente e de poderem ser analisados em qualquer estágio de desenvolvimento do indivíduo (CARVALHO, 2009).

Atualmente a seleção genética é feita principalmente através da observação. Um animal com facilidade para ganhar peso, tendência a ter carne macia e resistente a doenças, por exemplo, é selecionado porque se deduz que seus descendentes terão características similares. Essa é a chamada genética quantitativa – é preciso esperar o animal crescer para avaliar se pode ser um bom reprodutor ou não. A análise dos marcadores moleculares (seqüências do código genético) permitiria identificar características potenciais com antecedência, além de confirmar ou descartar as conclusões da avaliação quantitativa.

Os marcadores podem constituir em um instrumento de pesquisa melhor que permite quantificar o que o olho estava enxergando. Permite identificar antes de usar a balança se o animal realmente tende a ganhar peso. O bovino selecionado como melhor nem sempre tem sido confirmado como o melhor nas avaliações quantitativas.

Tem muito chão para se andar nas pesquisas, por ex.: o gene que confere mais sabor à carne poderá ser o mesmo que deixa o gado mais vulnerável a doenças.

Existirá sempre um apelo nos mercados internacionais e nacionais no sentido de valorizar uma carne diferenciada, com maior valor agregado, em termos de propriedades organolépticas e, sobretudo na questão das conseqüências de seu consumo sobre a saúde humana.

Os produtores de carne precisarão manter uma preocupação crescente pelo impacto ambiental da produção de carne e pela competição por alimentos, grãos e suplementos, que são utilizados tanto pelos humanos como pelos bovinos. 

Neste contexto de uma atividade pecuária economicamente rentável e sustentável, ganham importância às características associadas à qualidade da carcaça e carne, bem como as características indicadoras de eficiência alimentar.

Essas características têm alto custo e dificuldade de mensuração, por isso trabalhos, com estimativas de parâmetros genéticos para estas características são muito poucos, e isso impõe uma maior necessidade de um maior número de estimativas destes parâmetros antes que estas características possam ser utilizadas para seleção.

A genômica está tendo importantes avanços nas técnicas de genética molecular, com o desenvolvimento de um painel de marcadores de polimorfismos de base única (SNPs) de alta densidade, que permitem ganhos genéticos significativos, sobretudo em características de alto custo e de difícil mensuração, como é o caso das características de carcaça e carne bem como da eficiência de conversão alimentar.

É importante frisar que os efeitos dos SNPs são estimados, logo passa a ser importante a formação de um banco de dados com as características de qualidade de carcaça e carne e de eficiência alimentar.

Este banco de dados deve estar associado a uma base de dados de características de importância econômicas já contempladas nos programas de melhoramento genético de gado de corte: características de crescimento e reprodutivas, isto para a detecção de polimorfismos de DNA associados a estas características e desenvolvimento de métodos e softwares visando seleção genômica.

Para a nossa felicidade já existem técnicos, pesquisadores e instituições brasileiras que são destaques no cenário mundial em relação à genômica.

O Nelore IRCA está contribuindo para a coleta de informação de características associadas à qualidade da carne e com projetos de pesquisa em genômica.

Captura de Tela 2014-01-31 às 10.27.40Matrizes Nelore IRC

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.