BLONEL: Equipe de cientistas do ITAL apresentou resultados favoráveis à raça

Por em 23 de fevereiro de 2013

Tabela com resultados oficiais apresentados no Workshop Blonel

Durante o Workshop Blonel, promovido pelo ITAL – Instituto de Tecnologia de Alimentos, a equipe de cientistas internacionais chefiada pelos também professores, Expedito Tadeu Facco Silveira e Márcia Mayumi, apresentou os resultados do abate técnico realizado em agosto do ano passado, na planta piloto do CTC – Centro de Tecnologia de Carnes em Campinas (SP), órgão oficial responsável pela pesquisa e desenvolvimento de carnes, do Governo do Estado de São Paulo.

O trabalho teve como escopo a obtenção de valores de composição corporal e de carcaça e avaliação de tipificação de bovinos puros da raça Nelore, comparativos aos de cruzamento industrial da raça Blonel com Nelore.

Os animais que participaram da prova eram machos inteiros, aleatoriamente apartados do lote contemporâneo de bezerros nascidos entre agosto e outubro de 2010 na Fazenda São José, localizada no município de Amparo (SP), criados em mesmos pastos até o abate com a idade média de 23 meses.

Para abrir o evento, foi convidado o proprietário do plantel fundador da raça Blonel, Eduardo da Rocha Leão, atual presidente da ABBlonel, que saudando a presença dos quarenta participantes do workshop, lembrou os vinte anos já transcorridos desde o início em sua Fazenda Santo Antônio do Império, no município de Pedreira (SP), de seus primeiros acasalamentos entre as raças Blonde D’Aquitaine (BLO) e Nelore (NEL), visando a formação da raça BLONEL (5/8 BLO com 3/8 NEL), que no ano de 2005 se tornou a mais nova raça bovina do mundo, com a obtenção da homologação do MAPA-Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Passada a palavra ao professor Tadeu, ele comentou que apesar de cientificamente ainda reduzida, a amostragem resultou em ampla vantagem para os bovinos de cruzamento industrial da raça Blonel com Nelore, indicando que a pesquisa deverá continuar com um número cada vez maior de animais, antecipando o anúncio de que os próximos abates técnicos já foram acertados com a realização de provas entre lotes de fêmeas e também entre lotes de machos castrados.

Com a utilização de um datashow preparado pelos cientistas do ITAL, foram apresentados os diversos resultados oficiais comparativos, todos favoráveis à utilização da genética Blonel, conforme seguem compilados na tabela anexa.

Ao final do workshop, os participantes degustaram cortes de filé mignon, picanha, contrafilé de costela e de lombo, dos animais de cruzamento da raça Blonel com Nelore que, de acordo com o testemunho da zootecnista Solange Silveira Guedes, presente no evento, vem de encontro à crescente demanda por carne light, ou seja, com moderada quantidade de gordura, portanto mais saudável para o consumo do dia a dia, agregada às qualificações de maciez, sabor e coloração, específicas da genética Blonde, originária da França que é reconhecida mundialmente por sua tradição gourmet e principal formadora da raça Blonel.

Fonte: Revista Mercado Rural-Jan/2013

Para assistir Imagens de TOUROS BLONEL prontos para cobertura a campo, acesse o link: http://www.youtube.com/watch?v=tKjvdkm-eCA

Informações completas sobre a raça estão no Site Oficial da ABBlonel: http://www.blonel.org.br

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *