Qual seu impacto positivo?

Por em 13 de outubro de 2014

Bom dia, tudo bem?

Hoje começo meu retorno ao Brasil, saindo de Scottsdale no Arizona, pegando um vôo em Phoenix, AZ e depois outro em Houston, TX, para o aeroporto de Guarulhos. Na terça pela manhã estarei de volta ao Brasil depois de quase 20 dias de viagem… Saudades da família e do Brasil…

Gostaria de te convidar a ler a coluna do Rodrigo Albuquerque e Ricardo Heise sobre mercado do boi. Eles fizeram uma análise muito interessante de todos os fatores que estão influenciando o preço do boi agora e a previsão esse ano. Analisaram varejo, carnes concorrentes, preço do milho, reposição, confinamentos, mercado futuro, entre outros.

Uma visão bastante ampla de completa da situação atual. Se você tem boi para vender esse ano ainda, recomendo fortemente que leia esse artigo, que está excelente!

Arroba: agora é por sua conta e risco. Mercado sem referência.

Ontem acabou meu curso aqui no Arizona, e queria compartilhar duas coisas que aprendi e relembrei por aqui.

A primeira é sobre gratidão. Existem inúmeras pesquisas comprovando cientificamente que as pessoas que agradecem, que são gratas pelo que tem, são mais felizes. Sim, é verdade: agradeça mais, e com isso seja mais feliz. É provado.

O que você tem de bom na sua vida, que você pode agradecer?

– amigos
– família
– comida
– oportunidades
– aprendizado
– casa
– saúde
– energia e motivação

Eu aproveitei e fiz uma reflexão de tudo que eu poderia agradecer, de tudo que tenho de bom nessa vida. E ficou claro para mim que o mais valioso são as pessoas, minha família, em especial meus filhos que estão distantes de mim por um período tão longo por conta dessa viagem de aprendizado, trabalho e investimento.

Me lembrei também que uma das coisas mais legais que começamos a fazer esses tempos com eles, em casa, que foi pedir que eles agradecessem o que tem de bom na vida deles, todos os dias, depois da oração antes de dormir. É incrível se lembrar das coisas simples e essenciais que eles valorizam e falam.

Pare um minuto e reflita sobre o que você pode agradecer. Quais são as coisas que não custam, mas que valem muito?

Aprendi também a agradecer a comida. A cada refeição, a cada lanche, e a cada churrasco, agradeça a comida que você tem acesso. Agradeça a todas as pessoas que trabalharam, que cuidaram, que se envolveram na produção desse seu alimento, de ponta a ponta. Antes de comer, pense nisso. E quando estiver comendo, mastigando, engolindo, pense em como essa comida vai te fazer bem, te nutrir, te ajudar.

Por último, aprendi uma coisa que tenho visto acontecer em diversas situações. Que é o efeito indireto de se fazer o bem.

Pense, nesse ínicio de semana, em como sua atitude, suas ações, seu bom humor, sua energia, sua alegria, podem influenciar positivamente pessoas a sua volta.

A resposta é: pode influenciar muito.

Aproveite esse início de semana, para estar presente, estar atento, estar acordado, estar de olho aberto, estar vivo em tudo que você faz. E coloque sentido em causar um impacto positivo. Não precisa ser grande, precisa ser apenas positivo. Pode ser um sorriso, um bom dia, uma forma diferente de saudar as pessoas.

Você vai ver como pode causar um impacto realmente positivo, e isso acaba voltando para você.

Depois, venha aqui e me conte como foi. Quero muito saber da sua experiência.

Um grande abraço, Miguel

PS: Vamos organizar uma expedição carne (visitas a steakhouses, hamburguerias, casas de carne, supermercados e marcas de carne especiais nos EUA). Faça aqui seu pré-cadastro para a Expedição Carne, que vai acontecer de 7 a 16 de novembro de 2014.

Miguel Cavalcanti

BeefPoint: Para quem faz hoje a pecuária do futuro. E para quem quer fazer.
AgroTalento: desenvolvimento pessoal e profissional para os novos líderes da pecuária.

9 Comments

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *