Quais coisas incríveis seu sindicato rural faz?

Por em 23 de setembro de 2014

Bom dia, como foi seu começo de semana?

Na sexta-feira a tarde, estava em São Paulo, SP e marquei um café com um grande amigo, que admiro há muitos anos. Ele é do MS e está assumindo a presidência do sindicato rural da cidade onde a família tem fazenda de gado de corte.

Tivemos uma longa e produtiva conversa sobre o que o sindicato rural que ele está assumindo a presidência pode fazer de diferente. O que pode fazer para gerar valor para o produtor do seu município?

Será que deveria organizar eventos e palestras técnicas? Será que deveria investir em outras ações?

Eu gostei muito da conversa por uma série de motivos. Esse meu amigo está aberto a ouvir. Está aberto a questionar tudo que já foi feito. Está aberto também a questionar suas próprias ideias. Está aberto a questionar o que considera verdade até o momento. Quando se tem uma postura assim, fica muito mais fácil tomar uma decisão acertada e menos baseada no ego.

Ontem a noite, também em São Paulo, gravei uma entrevista com um empreendedor na área de educação e entretenimento (ele tem uma empresa que produz um aplicativo onde você joga e aprende ao mesmo tempo).

Ele me contou uma história muito interessante em que teve que “engolir” o ego e deu uma dica muito boa: quando seu ego estiver te mandando muito fazer uma determinada coisa, preste atenção, e faça o contrário. Geralmente, isso traz um ótimo retorno para o seu negócio, pois o ego só quer se alimentar, e não está focado no resultado. Eu achei demais essa dica, pois mostrou uma humildade dele ao contar um episódio profissional e ao mesmo tempo, deu uma dica valiosa de como conduzir a tomada de decisão.

Voltando ao meu amigo futuro presidente do sindicato rural, fiquei pensando em como poderia ajudá-lo. Fiquei pensando em como o trabalho de um sindicato rural é importante e pode gerar tanto valor para uma região.

Me lembrei também de uma amiga que está assumindo a gestão 2015 de uma associação importante e está “ansiosa” sobre o que ela vai fazer, o que vai realizar, o que vai contribuir.

Eu fiquei pensando, depois dessas duas conversas com esses dois amigos, no que eu poderia sugerir: encontros técnicos, consultorias em grupo, compra de insumos em grupo e venda de gado para frigoríficos, representação setorial, etc. Pensei também numa outra ideia, que acredito ser muito valiosa, que é a troca estruturada de experiências, que vou explicar melhor em outro email.

Mas eu pensei que eu poderia pedir ajuda a você, com uma pergunta simples, direta e poderosa:

O que o seu sindicato rural faz de mais incrível, de mais valioso, que ação mais gera valor você e outros produtores? Por favor reflita, capriche na resposta e me envie sua contribuição.

Outra pergunta, uma variação da anterior é:

O que você gostaria, precisa e deseja que seu sindicato rural e associação faça, realize e planeje para realmente trazer resultados para o seu negócio?

Meu objetivo com essas duas perguntas é reunir as melhores práticas do Brasil em geração de valor por meio de sindicatos e associações. Sei que essa não é uma pergunta feita todos os dias, mas tenho certeza que há muitos presidentes de sindicatos que acessam e lêem o BeefPoint, que podem contribuir com essa pesquisa informal e que também podem aprender e utilizar os resultados desse nosso levantamento.

Há também muitos e muitos produtores interessados em melhorar e a contribuir para que suas associações gerem mais valor para eles mesmos.

Nosso objetivo em tudo que fazemos é melhorar a pecuária de corte brasileira, de forma pró-ativa, positiva e otimista. Servir como um catalisador da troca de informações, casos de sucesso e boas práticas no associativismo pode trazer benefícios a muita gente.

Se você preferir, comente aqui publicamente no texto sobre o assunto. Se preferir responder de forma reservada e não ter seu nome divulgado, é só responder esse email. Sua resposta será confidencial.

Desde já agradeço sua atenção e participação, certo de que as respostas vão ajudar muita gente a ter mais resultado.

Um forte abraço, Miguel

20 Comments

  1. Pingback: O melhor indicador de sucesso - Miguel da Rocha Cavalcanti

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *