Para jovens líderes ou para os novos líderes?

Por em 7 de outubro de 2014

Bom dia, tudo bem por aí?

Ontem foi o dia que realizei um sonho pecuário de longa data… Finalmente conheci a lendária fazenda King Ranch, aqui no Texas, EUA. Umas das fazendas mais antigas (fundada em 1853), mais famosas e mais reconhecidas pela inovação que trouxeram para a pecuária e para o agro dos EUA e do mundo.

O King Ranch é reconhecido como uma das origens do setor pecuário. E tem uma longa tradição em inovar, em fazer diferente, em avançar.

Em 1920 criaram uma raça sintética de gado de corte. Têm uma seleção famosíssima de cavalos quarto de milha. Foram a primeira fazenda dos EUA a cercarem os pastos e as divisas com arame. Foram pioneiros em melhoramento e manejo de pastagens.

Atualmente, é a sétima geração que é proprietária da família. Tem cinco gerações (isso mesmo, 5…) de funcionários trabalhando na empresa. Eu mesmo conheci e conversei com um administrador da parte de gado que é a quinta geração da mesma família trabalhando na mesma fazenda. Pense em gestão de pessoas…

O negócio deles é muito diversificado aqui nos EUA (já tiveram negócios em outros países, inclusie Brasil, mas venderam e focaram nos EUA). Trabalham com diversas culturas agrícolas, além da pecuária – algodão, cana, grama e até noz pecã.

Mais interessante do que isso é a diversificação capitalizando no valor da tradição e da marca. A Ford faz caminhonetes e SUVs de alto luxo com a marca King Ranch. A marca de armas Beretta produz uma linha especial com a marca da fazenda. Produzem artigos de couro e selaria de alto padrão com a marca, e muito mais. O King Ranch tem um museu, e a fazenda recebe mais de 50.000 turistas por ano… Isso dá cerca de 1.000 pessoas por semana… :-)

Desde 1934 estão preocupados com o planejamento de gerações, há 80 anos atrás transformaram a estrutura societária para reforçar a governança e dar longevidade a empresa. Hoje, ninguém da família trabalha como executivo da companhia.

Muito interessante ver um exemplo de uma fazenda que fez um trabalho em 1934 num tema que é novo para muita gente hoje no Brasil. E é por isso que conseguiram sustentar e avançar um negócio por 7 gerações na mesma família…

Há muitos anos, perceberam que a pecuária era muito mais do que produção, do que zootecnia, do que a parte técnica. E foram atrás de entender como gerenciar uma fazenda. Criaram um instituto de gerenciamento de fazendas de gado de corte, com um enfoque de sistemas. Criaram um modelo de gestão, e fazem cursos e treinamentos nessa área. Eu mesmo quero buscar mais informações desse trabalho para o BeefPoint, e divulgar mais no Brasil.

E é impressionante ler os princípios e os valores que regem o negócio deles: qualidade inexorável, orgulho e tradição, robustez em tudo que fazem, auto-suficiência, auto-confiança e autencidade.

Fazia tempo que não lia uma série de valores que me atraíssem tanto. Que fizessem tanto sentido para mim. E que fossem de certa forma o que mais acredito ser a essência do melhor da nossa pecuária: trabalho duro, orgulho do que fazemos, autenticidade e compromisso com a qualidade.

Por último, Liderança…

Esse é um dos temas que eles estão focados no Instituto de Gerenciamento de Fazendas de Gado de Corte e que mais me interessou, por conta do AgroTalento.

Várias pessoas e amigos têm vindo me perguntar se o AgroTalento tem limite ou faixa de idade. E eu cheguei a conclusão que a resposta é não.

O AgroTalento não será um programa de treinamento para jovens líderes da pecuária, mas um programa de treinamento para os NOVOS LíDERES da nossa pecuária. A faixa não é de idade, mas de modelo mental, de atitude, de vontade e de propósito.

O foco desse treinamento é tudo aquilo que é importante para o sucesso profissional e pessoal hoje em dia: liderança, produtividade e gestão do tempo, motivação e auto-motivação, negociação, técnicas de apresentação, vendas… Estou montando o curso que eu sempre sonhei em fazer e reunindo um time incrível de pessoas…

Vamos ter muito conteúdo de alta qualidade no formato de aulas online, e muito mais…. Estou trabalhando firme na construção desse treinamento, que vamos lançar na segunda quinzena de outubro. Daqui uns dias apenas… :-)

Além das entrevistas com pessoas que consideramos de muito sucesso (já gravei várias), recebi uma sugestão muito boa hoje, de montar um grupo de mentores, de pessoas muito experientes, que podem nos orientar e ajudar a cada um encontrar seu caminho. Adotei a ideia na hora, pois não quero poucar esforços para o sucesso do AgroTalento.

Eu acredito que existe genialidade dentro de cada pessoa. Mas é preciso escolher esse caminho. O caminho da pró-atividade, da busca, da atitude.

Se você ainda não respondeu nossa pesquisa de temas para o AgroTalento, deixo aqui o convite para você responder. É só clicar nesse link. Vai demorar no máximo 2 minutos.

A cada dia que passa, a cada material que estudo, reviso e aprofundo, a cada pessoa que converso e peço sugestões, fico mais animado com o AgroTalento. Eu tenho a certeza de que vamos fazer algo que vai ajudar a mudar para melhor a pecuária. Mudar para melhor a vida de muita gente. É incrível a percepção vindo dos mais diversos lugares e pessoas de que o momento chegou para nossa pecuária e para os NOVOS LÍDERES.

Lembre-se o que eu escrevi ontem: Obviamente, liderança não é para todo mundo. É apenas para aqueles com vontade, com energia e com real interesse em fazer a diferença. É uma escolha interna, que só você pode tomar por você mesmo. Mas a única coisa essencial é essa escolha.

Conte comigo. Muito obrigado pela companhia. Um forte abraço, Miguel

PS: Ontem fiz uma pergunta => Será que você consegue pensar em uma pequena coisa (pequena mesmo) que pode fazer para melhorar a pecuária essa semana, e me responder por esse email?

E recebi essa ótima resposta por email: “A primeira coisa que me veio na mente é me animar mais com a pecuária, e estudar mais sobre o assunto. Porque se eu estiver animado e informado posso conseguir contagiar mais pessoas para que vejam a pecuária de um jeito novo e diferente.”

E você, qual a sua resposta?

Miguel Cavalcanti

BeefPoint: Para quem faz hoje a pecuária do futuro. E para quem quer fazer.
AgroTalento: desenvolvimento pessoal e profissional para os novos líderes da pecuária.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *