O melhor indicador de sucesso

Por em 24 de setembro de 2014

Bom dia, tudo bem com você?

O melhor indicador de sucesso que eu conheço é você olhar a sua volta. É prestar atenção em quem você gasta tempo, com quem você anda. Nós somos a média das 5 pessoas com quem mais passamos tempo. Se você anda com gente boa, gente pra frente, gente “sacudida”, você também vai andar para frente. Se você só anda com “pangarés”… Bem, você entendeu… :-)

Eu me preocupo muito com isso e sempre estou criando novas maneiras de estar em volta de pessoas de alto nível, de estar perto de pessoas incríveis. De estar próximo de pessoas melhores que eu.

Esse é o motivo que eu invisto tanto em cursos, treinamentos e eventos. Vou atrás da oportunidade de estar perto de gente com muito mais conquistas do que eu hoje. Para aprender, para copiar, para me inspirar.

Esse também é o motivo das entrevistas do BeefPoint, do AgroTalento, do Man in the Arena. Estar próximo de pessoas melhores do que eu. Se você é a pessoa mais inteligente da sala, você está na sala errada…

Outra coisa que me trouxe muito resultado foi participar de um grupo de Mastermind. Todo mês, na tarde de uma sexta-feira, tenho uma reunião com um grupo de empreendedores que se reúne em SP para uma reunião de trabalho de 5 horas, das 15 as 20hrs. Para discutir problemas, mudanças, questões profissionais e pessoais. Não é happy-hour, não é brincadeira. É uma reunião de trabalho mesmo, focada e com um moderador contratado para que a reunião não saia do foco e do objetivo.

Posso te dizer que esse foi o melhor investimento de tempo e dinheiro na minha formação profissional e no meu negócio, desde 2008, quando comecei a participar. A cada reunião eu saio com ideias, com dever de casa para fazer, com vontade de me tornar melhor em muita coisa. Eu aprendo muito, e também ensino e ajudo a ver as coisas de uma forma diferente.

Esse modelo de aconselhamento e troca de experiências, aprendizados e erros e acertos é muito usado nos EUA, há muitos e muitos anos. Há mais de 100 anos. Existem empresas especializadas em criar esses grupos por lá. Eu me interesso muito por esse assunto e fui buscar aprender mais sobre esse assunto.

Esse ano, ao investir em quase 10 cursos de alto nível nos EUA, alguns online e outros presenciais, vi que é possível criar esses mesmos grupos pela internet. É possível ter grupos de discussão online de altíssimo nível. É preciso apenas duas coisas: alinhamento de objetivo entre os participantes e regras claras. Participo de algumas comunidades fechadas no Facebook em que é impressionante o nível de discussão e a quantidade de coisas que é possível aprender.

Estou contando tudo isso por 3 motivos.

Primeiro para você pensar sobre como poderia usar esse modelo para melhorar sua vida.

Segundo para contar que vamos ter um grupo fechado nesse formato no AgroTalento.

Terceiro porque ontem perguntei O que o seu sindicato rural faz de mais incrível, de mais valioso, que ação mais gera valor você e outros produtores? Na minha visão, os sindicatos poderiam criar esses grupos locais de Mastermind, de troca de experiências. Isso seria um grande gerador de valor para os produtores e não é difícil ou custoso organizar. É preciso sim vontade e determinação.

Fica aqui o convite para você responder essas duas perguntas. A primeira é essa de cima. A segunda é:

O que você gostaria, precisa e deseja que seu sindicato rural e associação faça, realize e planeje para realmente trazer resultados para o seu negócio?

Meu objetivo é reunir as melhores práticas do Brasil em geração de valor por meio de sindicatos e associações. Tenho certeza que há muitos presidentes de sindicatos que acessam e lêem o BeefPoint, que podem contribuir com essa pesquisa informal e que também podem aprender e utilizar os resultados desse nosso levantamento. Há também muitos e muitos produtores interessados em melhorar e a contribuir para que suas associações gerem mais valor para eles mesmos.

Se você preferir, comente aqui publicamente no texto sobre o assunto.

Muito obrigado. Um forte abraço, Miguel

3 Comments

  1. Pingback: Os 16 melhores de setembro - Miguel da Rocha Cavalcanti

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *