Não deixe a Dilma decidir quanto você vai ganhar em 2015

Por em 8 de dezembro de 2014

Bom dia, tudo bem?

Participei ontem do que deve ser meu último evento de 2014, e assisti uma palestra do Roberto Shinyashiki em que aprendi e revi muita coisa boa. Queria te colocar os principais pontos que anotei e te convidar para uma reflexão também. Eu achei excelente!

1- Não valorize o cansaço, a dor, o sono, a dúvida. Sempre que você estiver atrás de um grande objetivo, você vai ter que dedicar muito, e vai chegar o sono e o cansaço, e você pode escolher: vai valorizar ou não essas sensações. Se você não valorizar, vai seguir em frente e se dedicar mais… Eu me lembrei que esse ano, inclusive nesse mesmo final de semana, eu tinha esquecido do cansaço, para me dedicar ao que considerava mais importante. E o resultado tinha valido a pena.

2- Campeões são eternos insatisfeitos. Não se contentam com pouco, não se contentam com o que tem. Querem sempre avançar, melhorar, se aperfeiçoar. Você está dentro da sua zona de conforto, ou está constantemente procurando se superar? Isso também é uma escolha, só sua.

3- Você pode buscar o elogio ou a orientação. A maioria está atrás de receber elogios, mas o que realmente vale é a orientação. Alguém que vai te contar a verdade, e te mostrar onde você pode melhorar. Terminamos semana passada o BeefSummit que foi muito elogiado por todos, mas nós aqui no BeefPoint temos inúmeras anotações de pontos a melhorar, e estamos abertos a ouvir as sugestões de quem quiser nos ajudar a melhorar. Orientação, em especial de gente boa, que admiramos e respeitamos é muito melhor do que elogio, apesar de nem sempre ser o mais agradável.

4- Tenha o modelo mental do cirurgião, onde os erros são pagos com vidas. Você fez o seu melhor? Você revisou o que precisava ser revisado mesmo? Ninguém pergunta a um cirurgião saindo de uma sala de cirurgia se ele está com fome, se ele almoçou, etc. Todos só querem saber qual foi o resultado da cirurgia. Qual foi o resultado. Eu gostei muito dessa metáfora e me lembrou dessa busca por melhorar e por fazer o melhor, sempre.

5- O que define seus resultados são sua certezas absolutas. Você acredita em você? Você acredita que será capaz? Você acredita? Revise suas certezas absolutas. Elas podem estar te ajudando a fazer o impossível, ou te travando, te segurando, te freando, te impedindo de melhorar.

6- Não deixe a Dilma decidir quanto você vai ganhar em 2015. Ele falou: estamos com uma sensação generalizada de que 2015 será um péssimo ano para a economia brasileira, mas e o seu negócio, como vai ser? Eu me lembrei que eu concordo que será um ano muito difícil, mas sim, eu estou muito otimista em relação ao BeefPoint em 2015. Com os ajustes, erros, aprendizados e investimentos de 2014, minha meta para 2015 é dobrar o BeefPoint, incluindo o AgroTalento. E o seu resultado, vai ser definido por quem?

7- Empresários milionários adoram vender. Empresários falidos adoram produzir. Eu achei a frase bem dura, mas um ótimo lembrete de que é preciso investir em entender sobre comercialização, em todos os negócios. Precisamos melhorar nossa habilidade de venda, de compra, de negociação. Só produzir sem saber vender não é garantia de sucesso.

Para finalizar, uma das frases que mais te me marcado nesses últimos meses, desde que ouvi pela primeira vez num evento na Arizona, nos EUA, em outubro recente:

O ativo mais valioso de um empreendedor é sua auto-confiança. Preserve-a, cultive-a, se junte a pessoas que vão te ajudar nessa empreita. Se você perder tudo e manter a auto-confiança, é possível recomeçar do zero. Mas sem auto-confiança é impossível.

Muito obrigado pela sua companhia. Um grande abraço, Miguel

PS: Gostaria de te convidar a ler o artigo semanal sobre mercado do boi. O tema e título desse de hoje é: Boi: tirando o pé da espora e colocando a mão na rédea, por Rodrigo Albuquerque Ricardo Heise.

Miguel Cavalcanti
BeefPoint: Para quem faz hoje a pecuária do futuro. E para quem quer fazer.
AgroTalento: Desenvolvimento pessoal e profissional para os novos líderes da pecuária.

5 Comments

  1. Pedro Teles dos Reis

    09/12/2014 at 14:11

    Ótimos pontos para reflexão, e uma ajuda grande para começa 2015 com o pé direito, com auto-confiança.

  2. Daniel

    09/12/2014 at 18:26

    Muito bom,adorei sempre irei ler quando a minha auto-confiança começar a diminuir irei ler que vai ficar mais forte,obrigado.

  3. Everaldo

    09/12/2014 at 20:56

    Resenha, especial mim recarregou as baterias para os desafios desse final de ano e para o próximo ano inteiro.

    Parabéns Miguel e um forte abraço!

  4. Joan F. M. Pereira

    11/12/2014 at 10:24

    Eu acho que pela vontade de Dilma todos os brasileiros ganhará muito bem em 2015! não acredito que alguém que está administrando um país, deseje pouco ganhos na sua administração! Até o desejo de que tudo der errado da oposição, para que facilitar a sua vez, é momentânea, certamente quando chegar sua vez também vai querer um bom desempenho de todos em sua gestão. Não entendi o tema: “não deixe a Dilma decidir o quanto você vai ganhar em 2015”.

    • Miguel da Rocha Cavalcanti

      06/01/2015 at 02:34

      Olá Joan, não é um desejo de que tudo de errado, muito pelo contrário. É apenas uma análise que 2015 vai ser um ano de economia muito ruim, mas quem quiser (eu, por exemplo), pode buscar um resultado diferente no seu negócio, na sua vida, e não depender do sucesso do governo (seja Dilma, ou outro). Abraços, Miguel

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *