Entrevista com Aldo Rebelo sobre Código Florestal

Por em 18 de agosto de 2010

Na semana passada, dia 12/08, entrevistei do deputado federal (PCdoB SP) sobre o código florestal.

Assista o vídeo abaixo.

As perguntas foram:

  1. Qual a relação de seu posicionamento nacionalista e o código florestal brasileiro?
  2. Qual a sua proposta para um mundo que precisa e quer cada vez mais produtos agrícolas (alimentos, fibra, energia) e ao mesmo tempo tanta gente defendendo a redução da área agricultável no Brasil? Na sua visão, como unir preservação e desenvolvimento, em especial na produção de alimentos?
  3. Na década de 30, quando foi criado o princípio da reserva florestal em áreas privadas, o Estado brasileiro não dispunha de meios técnicos nem institucionais para controlar o uso ou a conservação em áreas públicas, logo, o lesgislador de 30 não tinha outra opção se não legislar a manutenção de florestas em terras privadas. Hoje a situação é completamente diferente. O Sr. acredita que ainda seja necessário manter reservas em terras privadas nos dias de hoje?
  4. Um dos pontos mais polêmicos é a acusão dos ambientalistas de que se trata de anistia para os produtores rurais, como você explica esse ponto? Quais os motivos para defender a anistia de quem não cumpriu a lei?
  5. Qual foi a participação da comunidade científica na elabração do código florestal? Os proponentes das mudanças do código dizem que é preciso adotar critérios científicos, mas muitos cientistas têm criticado a proposta aprovada. Os pesquisadores foram suficientemente consultados?
  6. De que forma sua proposta contribui para aumentar a sustentabilidade ambiental da produção agropecuária brasileira?
  7. Existe algum projeto para simplificar as exigências e licenciamentos ambientais?
  8. Há alguma posição das ONGs ambientalistas em relação a produção agropecuária brasileira que você concorda?
  9. Por que o índice de reserva legal não engloba os percentuais referentes as áreas de preservação permanente?
  10. O novo código propõem moratória de 5 anos para desmatamento em regiões como o Pantanal. E o produtor pantaneiro? Terá que esperar 5 anos desse jeito?
  11. A vida toda tive o sonho de ter uma propriedade rural, sempre sonhei em ter uma fazenda de pecuaria de cria para ser mais exato, agora que estou podendo começar a dar forma a esse sonho, graças a aquisiçao de uma area bruta, quando pensei em começar a abrir essa mesma área, me aparece uma proposta de moratoria de 5 anos para desmatamento, gostaria de perguntar ao deputado o que eu faço, fico improdutivo para ser desapropriado ? minha terra nao vai estar cumprindo a funçao social pergunto é justo ? ou viro um conservacionista sem dinheiro ja que pago a terra e nela nada produzo ?
  12. A imagem do agronegócio frente a sociedade é muito ruim hoje, em especial na questão ambiental. Isso tem ofuscado todos os benefícios que a agropecuária traz para a sociedade brasileira. Qual sugestão você daria para virar esse jogo, levando em conta sua experiência na vida pública e conhecimento da percepção das pessoas?
  13. Qual sua sugestão para quem não se interessa pela política? Como trazer mais pessoas boas para a política?

0 Comments

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.