10 tipos de comentador na internet – um clássico ainda muito atual

Por em 13 de outubro de 2010

Sou grande admirador do site Digestivo Cultural, do meu amigo Julio Daio Borges. Leia abaixo um manual que ele escreveu, de bom humor, sobre os tipos de comentadores na internet.

Queremos que o BeefPoint seja um ponto de discussão, debate e troca de ideias em alto nível, de alta qualidade. Isso não significa que iremos publicar todos os comentários e muito menos que não vamos publicar comentários que discordem do nosso ponto de vista.

Divirta-se, lendo abaixo os 10 tipos.

* Amante Rejeitado – o Amante Rejeitado um dia se sentiu parte do site. Identificou-se totalmente com uma opinião e, apaixonado, não largou mais. Numa certa altura, porém, viu-se traído por uma opinião contrária, emitida pelo mesmo site – e não se recuperou jamais. Na fúria da rejeição, pôs-se a contestar tudo o que via pela frente – cobrando "coerência" (a lógica dos idiotas) de quem um dia "só lhe foi dedicação…".

* Consertador do Mundo – como o próprio nome já diz, o Consertador do Mundo ambiciona reescrever a História – e decidiu começar pelo Digestivo Cultural. Tem princípios diametralmente opostos aos do site mas insiste em convencer a todos de que estão redondamente enganados. Com disposição quixotesca, cansa a beleza do debatedor mais vigoroso e bem-humorado. E é impenetrável: não entende a troca de idéias – apenas a imposição das suas. À maneira de um professor primário, crê apenas na transmissão unilateral de conhecimento.

* Blogueiro Anônimo – o Blogueiro Anônimo vive de "pegar o vácuo" dos outros, desviando visitas de onde quer que seja para o seu blog. Semeia Comentários e links pelo maior número possível de sites – e aguarda ansiosamente o reconhecimento de seu gênio incontestável. Simplista nos seus raciocínios e de mente deveras apoucada, aposta menos em conteúdo do que em "marketing viral". Pela chatice e pela persistência, acaba expulso. E continua, como sempre esteve, no anonimato.

* Me Engana Que Eu Gosto – o Me Engana Que Eu Gosto é infantil mas, às vezes, se faz de difícil. Viscoso e escorregadio, pode ser um conhecido, um amigo ou, em casos mais graves, o próprio autor do texto usando um "disfarce". O Me Engana Que Eu Gosto tem como única incumbência elogiar. Sempre. De preferência, chamando o sujeito de gênio ou coisa que o valha. Pode vir também em bandos ou manadas. Algum tempo basta para detectar as facções e as variações do Me Engana Que Eu Gosto. Pensa que, em seus exercícios auto-congratulatórios, "ganha pontos no site" – chegando ao cúmulo de enganar-se a si próprio.

* Sadô Masô – o Sadô Masô está num mau dia. Brigou com a patroa. Tomou bronca do chefe. Teve um surto grave de depressão. Não importa. Resolveu descontar suas frustrações no site. Não sabe nem por quê nem para quê, mas vai partir celerado para cima do primeiro que encontrar. Os fóruns abertos são um prato cheio para o Sadô Masô – que, além de bombardear alguém com seu palavrório, pode exibir seu lado "performer". E depois dizer que não era nada. Que o levaram a sério demais. Que estava apenas ironizando, ora bolas.

* Poliana – o Poliana acredita na bondade humana e inocentemente pede para receber os Comentários do Fórum. Depois do centésimo insulto a invadir sua caixa postal, finalmente se convence de que há uma briga no ar. Não pensa duas vezes e tenta apartar. Na falta de jeito, acaba, por tabela, recebendo também os seus xingamentos. Aviltado, o Poliana reclama com o responsável pelo Fórum para que tome providências imediatas – como se aquilo fosse alguma novidade…

* Super Amigo – o Super Amigo veio salvar alguém que se deu mal no Fórum. Sem conhecer quem está do outro lado, defende o ofendido de forma incondicional mesmo que este esteja errado. É cego, surdo e mudo para qualquer tipo de argumentação e vai lutar pelo seu protegido mesmo que passe um tremendo de um ridículo. Em achaques de lealdade típica dos Irmãos Metralha, mais de um Super Amigo pode representar o fim do Fórum – que, a longo prazo, termina viciado.

* Celebridade de Pára-quedas – a Celebridade de Pára-quedas não conhece a internet. Acha que é igual no supermercado: basta abrir a boca e usar sua reputação de araque para que todos venham a se calar. Ledo e Ivo engano. A Celebridade de Pára-quedas não é crível e acaba passando por Me Engana Que Eu Gosto. Das duas uma: ou é contestada na hora, sem cerimônia; ou acaba ignorada (e pede para sair do Fórum). Geralmente não volta, prefere preservar sua autoridade para usá-la no supermercado.

* Antropólogo – é, no fim das contas, quem se dá melhor. Mantém aquele ar olímpico, de observador – e quase nunca se envolve nas contendas. Às vezes, joga uma isca para ver se alguém morde, confirmando uma teoria nova. Se for abordado e pressentir que tem um interlocutor confiável, conta a verdade: está escrevendo um livro sobre a internet e passeia pelos sites para compor sua galeria de personagens. Humano, demasiado humano, volta e meia também se descontrola – e perde a imunidade.

* Dono da Bola – o Dono da Bola nem sempre é o dono do site. Provavelmente alguém investido de poderes temporários – mas que, num surto de ira, resolve abusar. Não se conforma com o rumo tomado pelo Fórum e tenta redirecioná-lo. Primeiro pelo bem, depois pelo mal. Tira a voz de seus opositores e proclama-se soberano – ameaçando verbalmente quem se rebelar. É o típico reizinho de castelo medieval. Entre perder a cabeça e sair – ele mesmo – do site, não vão mais que algumas horas.

Você pode ler o original aqui.

0 Comments

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.